A História do Templo Shaolin

O mosteiro de shaolin é provavelmente o templo budista mais famoso do mundo, conhecido por ser o berço do kung fu como arte marcial e, claro, por seus monges praticantes de kung fu. Realizando incríveis façanhas de forca, flexibilidade, resistência a dor, os monges shaolin construiran uma reputação mundial como os guerreiros budistas. Uma pergunda que muitos fazemos hoje em dia certamente é: “Se o budismo é uma religião pacifica, com ênfase em princípios de não violência, vegetarianismo e até mesmo auto sacrifício para evitar que outros sejam prejudicados. Como os monges se tornaram guerreiros?” A verdadeira história é praticamente impossível de ser contada, uma vez que não existem registros oficiais, e muitos pergaminhos foram destruidos durante as diversas invasões sofridas ao longo dos séculos. Mas existem diversas lendas que ajudam a contar o nascimento de Shaolin.

01

A lenda conta que em 480 AC, quando um errante budista chegou a china a partir da índia. Ele foi chamado buddhabhadra, também conhecido como batuo ou fotuo em chinês. De acordo com Chan (ou em japonês Zen) a tradição budista, batuo ensinou que o budismo poderia ser melhor transmitido de mestre para discípulo, e não através do estudo de textos budistas. Em 496, o imperador Wei do norte de xiaowen deu a batuo um local para estabelecer um mosteiro. Shaoshi na serra canção, a 30 quilômetros da capital imperial de luoyang. Este templo foi chamado de Shaolin ( Shao de Monte. Shaoshi, significa lin “bosque”).  Um outro professor budista, também oriundo da Índia, foi bodhidharma. Existem muitas lendas sobre ele, mas a principal conta que bodhidharma teria passado nove anos em meditação silenciosa em uma caverna acima de shaolin, e que sete anos seguidos adormeceu. Para que isso não acontecesse novamente cortou suas pálpebras. (fato que explica porquê ele é muitas vezes retratado com olhos arregalados).

Bodhidharma.and.Huike-Sesshu.Toyo

Em 534, a Dinastia Wei foi derrubada e todos os templos na área foram destruídos, incluindo  o mosteiro de shaolin.

Cerca de 600 dc, o imperador Wendi da nova dinastia Sui concedeu a Shaolin uma propriedade de 1.400 hectares. O imperador era budista e junto com sua corte confucionista o apoiou. Sui reunificou a China, mas durou apenas 37 anos. E o país mais uma vez entraria em caos. A fortuna de Shaolin aumentou com a ascensão da dinastia Tang em 618, formada por um oficial rebelde da dinastia Sui.

Em 622, Shaolin foi fechado e os monges repatriados a força para colocar suas vidas à disposição do exército imperial. Dois anos mais tarde, o templo foi autorizado a reabrir devido ao serviço militar que os monges haviam prestado ao trono. Em 625, Li Shimin retornou 560 hectares de propriedade do mosteiro.

As relações com os imperadores foram inquietas durante todo o século 8, mas o budismo floresceu em toda a china. Em 728, os monges ergueram um monumento com histórias gravadas sobre sua ajuda militar ao trono, como lembrete para futuros imperadores.

02 03

Em 841, o imperador Tang Wuzong temia o poder dos budistas, então ele destruiu quase todos os templos em seu império e mandou que a maioria dos monges fossem torturados e mortos. Wuzong idolatrava seu pai Li Shimim, no entanto ele poupou Shaolin.  Em 907, a dinastia Tang caiu, á poucos registros do destino de Shaolin durante este período. É sabido que, em 1125, um santuário foi construído para Bodhidharma.

Quando a dinastia Yuan se desintegrou, Shaolin foi destruída novamente durante a rebelião de 1351 Hongjin. Segundo a lenda, um Bodisatva, disfarçado como um trabalhador de cozinha, salvou o templo, que foi queimado ate o chão. (Recentemente retratado no Filme Shaolin estrelado por Jackie Chan e Andy lau).

No ano de 1500 os monges de shaolin eram famosos por seus funcionários habilidosos em técnicas de combate. Em 1511, 70 monges morreram lutando contra um exercito de bandidos. Entre 1553 e 1555, os monges foram mobilizados para lutar em pelo menos quatro batalhas contra piratas japoneses. O século seguinte viu os desenvolvimentos dos métodos de Shaolin com mãos vazias. No entanto, os monges lutaram ao lado de Ming na década de 1630 – e foram derrotados.

Em 1641, o líder rebelde Li Zicheng destruiu o exército monástico, matando e expulsando os monges. Ele passou a tomar Pequim, em 1644, terminando a Dinastia Ming, mas foi expulso pelos manchus que fundaram a dinastia Qing.  O templo Shaolin ficou deserto por décadas, já que o ultimo abade Youngyu deixou sem nomear um sucessor em 1664. Shaolin lentamente se recuperou em 1704, o Imperador Kangxi fez uma doação de sua própia caligrafia para sinalizar a volta do templo a favor imperial. Os monges aprenderam a ser cautelosos, e começaram a dar mais foco aos treinamentos de mãos vazias. Naquele momento era melhor não parecer ameaçador ao trono. Em 1735-6, o Yongzheng imperador Qianlong e seu filho decidiram renovar Shaolin e limpar “falsos monges” – artistas marciais que vestiam vestes de monges sem ser ordenados.

A reputação de Shaolin levou um duro golpe durante a Rebelião dos Boxers de 1900, quando os monges de shaolin foram proibidos do ensino das artes marciais. Em 1912, a dinastia Qing caiu devido a sua fraca posição em comparação com as potências européias. O país mergulhou no caos novamente, que só terminou com a vitoria dos comunistas sob o comando de Mao Tsé-tung, em 1949. Enquanto isso, em 1928, o senhor da guerra Shi Yousan queimou 90% dos Templos de Shaolin.

Em 1966, a Revolução Cultural estourou, e templos foram alvos dos guardas vermelhos do exército. Os poucos monges de Shaolin que restaram foram açoitados pelas ruas e presos; textos de Shaolin, pinturas e outros tesouros foram roubados ou destruídos.

Isso poderia ter sido o final de Shaolin, mas em meados de 1982 o filme Shaolin Shi ou ” Templo de Shaolin”, estreou com o astro Jet Li. O filme foi baseado muito frouxamente na historia de ajuda dos monges de Li Shimin, e se tornou um grande sucesso na China.

Ao longo dos anos 1980 e 1990, o turismo explodiu em Shaolin, atingindo mais de 1 milhão de pessoas por ano até o final da década de 1990. O que fez com que o governo chinês voltasse a atenção para o antigo templo em ruínas. É realmente incrível como mesmo, após dezenas de tentativas de destruir o templo e sua sua historia, ele sobreviveu ao tempo.

 

fonte: http://www.wuxia.com.br/wushu/a-historia-de-shaolin/#ixzz2sUMKpx3g

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s